segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Feliz Natal!




P A Z 

A L E G R I A

A M I Z A D E 

S O L I D A R I E D A D E

E S P E R A N Ç A






Deseja a equipa da biblioteca Isabel Alçada, a toda a comunidade escolar.



História Antiga

HISTÓRIA ANTIGA

Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
Uma cara de burro sem cabresto
E duas grandes tranças.
A gente olhava, reparava e via
Que naquela figura não havia
Olhos de quem gosta de crianças.

E, na verdade, assim acontecia.
Porque um dia,
O malvado,
Só por ter o poder de quem é rei
Por não ter coração,
Sem mais nem menos,
Mandou matar quantos eram pequenos
Nas cidades e aldeias da nação.

Mas, por acaso ou milagre, aconteceu
Que, num burrinho pela areia fora,
Fugiu
Daquelas mãos de sangue um pequenito
Que o vivo sol da vida acarinhou;
E bastou
Esse palmo de sonho
Para encher este mundo de alegria;
Para crescer, ser Deus;
E meter no inferno o tal das tranças,
Só porque ele não gostava de crianças.


Miguel Torga (1907  - 1995)

domingo, 20 de dezembro de 2015

Natal

Giotto, Natividade (1310, Igreja de São Francisco, Assis)

                                

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Pensamento da semana


"A parte mais importante do progresso é o desejo de progredir."

  Séneca (-4 / 65 ), filósofo e escritor da Roma Antiga

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Pensamento da semana


"Nada provoca mais dano num Estado do que homens astutos a quererem passar por sábios."

Francis Bacon (1561 - 1626), filósofo,ensaísta e político inglês.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Pensamento da semana


"A vida  já é curta, mas nós tornamo-la ainda mais curta, desperdiçando tempo".

Victor Hugo (1802 - 1885), dramaturgo e político francês.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Concurso Nacional de Leitura 2015 - 2016

Com o objetivo de estimular o treino da leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral, o Plano Nacional de Leitura deu, em 20 de outubro de 2015, início à 10ª Edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL). 
A participação no concurso está aberta aos alunos do 3º Ciclo e Ensino Secundário das escolas públicas e privadas do Continente e dos Arquipélagos da Madeira e dos Açores qualquer que seja a sua nacionalidade.
Na 1ª fase as provas decorrerão nas escolas devendo, até ao dia 23 de janeiro de 2016, efetuar-se o registo das obras lidas e os nomes dos alunos apurados.

domingo, 1 de novembro de 2015

Lisboa, 1 de novembro de 1755

Fez hoje 260 anos que uma das maiores catástrofes naturais, atingiu Portugal. Naquela manhã do dia 1 de novembro, os habitantes de Lisboa sentiram a terra e suas casas tremer como nunca tinham sentido. Viram as águas do Tejo recuar de forma impensável e passado poucos minutos inundar a parte baixa da cidade. Todos aqueles que, por  pânico, se tinham deslocado para a margem do rio foram arrastados. Após o regresso das águas ao leito do rio, os incêndios alastraram por toda a cidade durante vários dias. 
Hoje, conhecem-se as causas deste fenómeno natural, e as consequências que teve para Lisboa e o país.Se o quiseres compreender melhor.....passa pela BE.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

24 de outubro - Dia da ONU


A ONU (Organização das Nações Unidas) ou NU (Nações Unidas),foi fundada no dia 24 de outubro de 1945 em S. Francisco, Estados Unidos.
Esta organização veio substituir a Sociedade das Nações e pretendeu ser um organismo mais completo e com a participação de todos os países. A sua sede é em Nova Iorque, tendo no entanto agências em Genebra, Viena, Nairobi, Bruxelas.... e outras cidades do mundo.
 Quais são os seus objetivos?
. Manter a paz internacional
. Garantir os Direitos Humanos
. Promover o desenvolvimento socioeconómico das nações
. Incentivar a autonomia das etnias dependentes
. Tornar mais fortes os laços entre os países soberanos
Destacam-se nesta organização vários orgãos: OMS, UNESCO, FAO, Conselho de Segurança.....e outros que poderás conhecer melhor quando visitares a BE/CRE.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

José Fanha



Biografia


 José Manuel Kruss Fanha Vicente nasceu em Lisboa a 19 de Fevereiro de 1951. Licenciado em Arquitectura, foi professor do ensino secundário.
     É hoje promotor do livro e da leitura, divulgador de autores portugueses, poeta, declamador, autor de letras para canções e de histórias para crianças, autor de textos para televisão, para rádio e para teatro e, também pintor nos tempos livres.
    Participou, entre muitas outras actividades, em teatro (como fundador e animador), participou em concursos de televisão, colaborou em programas de rádio e, tem trabalhado em adaptações de inúmeros textos teatrais ou televisivos.

 José Fanha – Bibliografia
Alguns dos muitos títulos publicados pelo autor

Poesia
·         "Cantigas da dúvida e do perguntar" (1970)
·         "Busca" (1977)
·         "Cartas de marear" (1985)
·         "O riso das aves" (1987)
·         "Breve tratado das coisas da arte e do amor" (1995);
·         "Eu sou português aqui" (1995);
·         "Elogio dos peixes das pedras e dos simples" (1999);
·         "Tempo azul" (2003);
·         "Poesia" (2012)
Ficção infanto-juvenil
·         "A porta" (1990);
·         "A noite em que a noite não chegou" (2001);
·         "Diário inventado de um menino já crescido" (2004);
·         "Poemas com animais" - antologia de poemas portugueses sobre animais (2004)
·         "O dia em que o mar desapareceu" (2005);
·         "Alex ponto com: uma aventura virtual" (2006);
·         "Poemas para um dia feliz" - antologia de poemas felizes portugueses (2007)
·         "O dia em que a mata ardeu" (2007)
·         "Alex Ponto Com - Joe Silicone vai à escola" (2007)
·         "Zulaida e o Poeta" (2007)
·         "Os sapatos do Pai Natal" (2008)
·         "Alex ponto com: Mary Lob, a lagosta assassina"(2009);
·         "O dia em que a barriga rebentou" (2009);
·         "Histórias para contar em noites de luar" (2010);
·         "Esdrúxulas, graves e agudas, magrinhas e barrigudas" (2010)
·         "Era uma vez a República" (2010)
·         "Dentinho dentola dentão" (2011);
·         "A namorada japonesa do meu avô" (2011);
·         "Quando o sol está a brilhar" (2013);
·         "As orelhas voadoras" (2013);
·         "Era uma vez o 25 de Abril" (2014)
·         "Era uma vez eu" (2015)
·         "Alfredo Keil - A Pátria acima de tudo" (2015)

Teatro
·         "Ubu português" em conjunto com Vera San Payo Lemos e João Lourenço , encenação de João Lourenço no Teatro Aberto em 84
·         “Conversa da treta”, com José Pedro Gomes e António Feio em 1997.












Pensamento da semana

"Os dias terríveis são, afinal vésperas de dias admiráveis."

Almada Negreiros (1893 - 1970), artista plástico e escritor português.

Semana da Leitura 2015 / 2016 - Elos de Leitura



 A 10ª edição da Semana da Leitura propõe-se convidar as escolas das redes pública e privada a dinamizarem ambientes festivos que envolvam as suas comunidades educativas e a população em geral em iniciativas plurais, que dêem visibilidade à leitura como prazer e a tornem presente em todos os momentos e em qualquer lugar. 
Entre 14 e 18 de março de 2016,  pretende-se que a Semana da Leitura surja como uma grande festa, uma ocasião para criar “Elos de Leitura”.


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Svetlana Alexievich




Na passada quinta-feira,em Estocolmo,Svetlana Alexievich jornalista bielorrussa, tornou-se aos 67 anos o 112º escritor a receber o Prémio Nobel da Literatura. É a 14ª mulher a receber este prémio. Os seus livros destacam o papel das mulheres, tantas vezes ignorado, durante a 2ª Guerra Mundial, descrevem a intervenção soviética no Afeganistão, a sociedade russa resultante do fim da URSS e dão voz aos sentimentos e pensamentos daqueles que viveram Chernobyl.
Em Portugal tem um título publicado. Apesar de publicada e traduzida em 22 países as suas obras continuam a não interessar aos editores bielorrussos.

                                                               

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

7 de outubro - Dia Mundial dos Castelos


Construídos em pontos estratégicos de difícil acesso, rodeados de belas paisagens, os castelos aguardam a nossa visita. Quantos existem em Portugal? Qual o mais bonito? Descobrir os nossos castelos é uma oportunidade de conhecer melhor Portugal e períodos da sua história.

Castelo de Penedono
 Castelo de Ourém
 Castelo de Guimarães

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Mais novidades!





                                                                                                                   


                       
                                             

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Pensamento da semana


“Tudo o que peço aos políticos é que se contentem em mudar o mundo sem começar por mudar a verdade.”

Jean Paulhan (1884 – 1968), escritor francês


quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Pensamento da semana


"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive sua própria história."
Bill Gates ( 1955 -      ), empresário e filantropo americano.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

É bom regressar!

                                                                                               

Finalmente chegaram as aulas. Vamos ter oportunidade de reencontrar e fazer novos amigos, aprender, evoluir e acrescentar inúmeras descobertas.

Um bom ano!















terça-feira, 28 de julho de 2015

Boas Férias e.......Boas Leituras


Em férias, há tempo para descobrir outras coisas e fazer o que não é possível ao longo do ano. Mas, ler um livro tranquilamente...acompanhar uma aventura é mais possível do que no resto do ano.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Pensamento da semana


"Além de aprender a ver, existe outra arte a ser aprendida - não ver o que não existe."

Maria Mitchell (1818 - 1889), 1ª astrónoma profissional americana

terça-feira, 12 de maio de 2015

Há 70 anos....





Foi este o ambiente que se viveu, no dia 8 de maio de 1945,  em Londres, Nova Iorque, Paris e inúmeras outras cidades do mundo. O pesadelo ainda duraria mais uns meses no Pacífico. Terminaria em agosto com a capitulação do Japão perante os aliados.

domingo, 3 de maio de 2015

Dia da Mãe


Foto de Dorothea Lange  (1895 – 1965), "Mãe Migrante"

Palavras para a minha mãe

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses 
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz. 
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente. 

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste 
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te 
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente. 

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo, 
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia 
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz. 

lê isto: mãe, amo-te. 

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não 
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que 
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não 
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes. 

José Luís Peixoto, in "A Casa, a Escuridão"



sexta-feira, 1 de maio de 2015

A revolução dos cravos



A revolução de 25 de abril de 1974 foi investigada e recordada em todas as escolas do agrupamento. Constituiu um tema aglutinador entre todos os ciclos. Esta data histórica foi creativamente assinalada com trabalhos do Pré-escolar ao 9º ano, que se encontram expostos na biblioteca Isabel Alçada. Algumas turmas do 9º ano puderam participar, com ex militares, num encontro sobre a guerra colonial (1961-1974) tendo aproveitado para debater e esclarecer dúvidas com quem esteve num cenário de guerra de guerrilha.

sábado, 25 de abril de 2015

Abril






Abril de Sim Abril de Não


Eu vi Abril por fora e Abril por dentro
vi o Abril que foi e Abril de agora
eu vi Abril em festa e Abril lamento
Abril como quem ri como quem chora.

Eu vi chorar Abril e Abril partir
vi o Abril de sim e Abril de não
Abril que já não é Abril por vir
e como tudo o mais contradição.

Vi o Abril que ganha e Abril que perde
Abril que foi Abril e o que não foi
eu vi Abril de ser e de não ser.

Abril de Abril vestido (Abril tão verde)
Abril de Abril despido (Abril que dói)
Abril já feito. E ainda por fazer. 



Manuel Alegre, in "Chegar Aqui"

                                                                   

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Pensamento da semana

                                                                             

                                       
"A mais lamentável de todas as perdas é a perda de tempo."

Philip Dormer Stanhope (1694 - 1773), político e escritor inglês                                                                                                      

terça-feira, 14 de abril de 2015

Pensamento da semana


"Um único minuto de reconciliação vale mais do que toda uma vida de amizade".

 Gabriel Garcia Márquez (1927 - 2014), escritor e Nobel colombiano

quinta-feira, 9 de abril de 2015

CNL - Alunos apurados para a 2ª Fase Distrital

 

Os alunos vencedores do Concurso Nacional de Leitura, fase de escola, são os seguintes:

                     Maria Vitória Mendes nº 15 - 7ºG             
  Margarida Duarte nº 15 - 8º D
Natacha Moreira nº 23 - 9ºG  
      
Agora irão representar a escola, no  dia 21, na fase distrital que decorrerá na Biblioteca Almeida Garrett.

terça-feira, 7 de abril de 2015

quarta-feira, 25 de março de 2015

quarta-feira, 18 de março de 2015

Dia do Pai, Dia de São José





na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu. depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo,
seremos sempre CINCO.


José Luís Peixoto, “A Criança em Ruínas”, 2001.


terça-feira, 10 de março de 2015

Dia Internacional da Mulher




Em dezembro de 1977 a Organização das Nações Unidas adotou o dia 8 de março como Dia Internacional da Mulher para assinalar e homenagear as conquistas sociais, económicas e politicas conseguidas pelas reivindicações e lutas da mulher. No mundo atual o que impedirá a afirmação da mulher? O que reivindicará?